quinta-feira, 10 de janeiro de 2019

Relações Saudáveis






                                                          
  As Relações Saudáveis


Quando nos sentimos prontos para nos aventurarmos numa relação romântica uma das principais preocupações é como é que vamos fazer a relação funcionar. E para isso é fundamental manter uma relação saudável com o/a nosso/a namorado/a.
  • Nas relações saudáveis há respeito mútuo. O respeito mútuo significa que cada um valoriza o outro e o compreende, respeitando os limites de cada um. Por exemplo, o nosso/a parceiro/a ouve-nos quando dizemos que não nos sentimos confortáveis com determinada coisa e respeita isso.
  • Nas relações saudáveis há confiança. Ou seja, sabemos que podemos contar um com o outro e que ambos queremos o bem-estar um do outro. É normal ter um pouco de ciúmes, ter ciúmes é uma emoção natural. Mas o que interessa é a forma como reagimos e lidamos com os ciúmes. Por exemplo, não é normal que o nosso/a namorado/a se passe da cabeça porque nos vê falar com um outro/a colega da escola. Não é possível termos uma relação saudável se não confiarmos um no outro.
  • Nas relações saudáveis há honestidade. A honestidade é a liberdade de sermos como somos, sem fingir. Significa que falamos abertamente e sinceramente, partilhamos os nossos sentimentos e opiniões. A honestidade anda de mão-dada com a confiança, não é possível confiar em alguém que não seja honesto. Já apanhamos o nosso/a namorado/a numa mentira? Numa relação honesta nenhum dos dois está preocupado se o outro está a dizer a verdade, partem do pressuposto que está.
  • Nas relações saudáveis há apoio mútuo. E o apoio mútuo não acontece apenas nos períodos maus, quando tudo corre mal, mas também nos períodos bons, quando tudo corre bem. Numa relação saudável temos alguém com quem podemos chorar e alguém com quem podemos celebrar (e somos esse alguém também!).
  • Nas relações saudáveis há igualdade. Dá-se e recebe-se. Umas vezes somos nós a escolher o filme que vamos ver, noutras é o nosso/a namorado/a. Umas vezes fazemos programas com os nossos amigos, noutras vezes com os amigos do/a nosso/a namorado/a. Claro que não precisamos de andar a contar quantas vezes fazemos estas coisas. A ideia é que deve ser equilibrado e justo. As relações deixam de ser saudáveis rapidamente quando uma pessoa quer ser sempre ela a mandar, a decidir, a controlar.
  • Nas relações saudáveis temos identidades separadasNuma relação saudável temos de fazer compromissos. Mas isso não significa deixarmos de ser quem somos. Antes desta relação ambos tinham a sua própria família, amigos, interesses, etc. e isso deve continuar! Ninguém deve ter de fingir ser uma coisa que não é, deixar de ver amigos ou largar atividades de que gosta.
  • Nas relações saudáveis há privacidade. Lá porque estamos numa relação não quer dizer que tenhamos que partilhar tudo e que tenhamos que estar o tempo todo juntos. Nas relações saudáveis para além de tempo a dois, cada um tem o seu espaço.
  • Nas relações saudáveis há uma boa comunicação. Uma boa comunicação significa que é possível falar livremente, sem assuntos tabu, que podemos expressar os nossos sentimentos e pensamentos sem sentirmos receio de sermos julgados. Para que exista uma boa comunicação é igualmente importante perguntarmos e esclarecermos se estamos a perceber o que o/a nosso/a namorado/a nos está a dizer. Se não temos a certeza devemos falar abertamente e honestamente para evitar problemas de comunicação. Não devemos calar um sentimento ou um desejo porque temos medo que o/a nosso/a namorado/a não goste ou porque temos receio de parecemos parvos/as. Numa relação saudável temos o tempo que precisamos para pensar num assunto antes de termos de falar sobre ele.
  • Nas relações saudáveis há reciprocidade em todos os aspetos, incluindo os emocionais e sexuais. Ambos os parceiros se preocupam, ambos cuidam, ambos estão interessados em proporcionar prazer um ao outro.

Para sabermos se a nossa relação é ou não saudável temos de saber reconhecer a forma como o nosso/a namorado/a nos trata e como o/a tratamos a ele/a. Estas características das relações saudáveis estão presentes? Como nos sentimos quando estamos com ele/a?
Numa relação saudável sentimo-nos confortáveis em partilhar os nossos sentimentos, pensamentos e experiências; as coisas privadas que partilhamos mantêm-se entre os dois; podemos falar e resolver conflitos; preocupamo-nos com a outra pessoa e a sua opinião; sentimo-nos amados e valorizados simplesmente por sermos quem somos (não pelas nossas roupas, pela nossa aparência, pelo nosso carro, etc.).
Bibliografia-Universidade do Minho –PREVENÇÃO DA VIOLÊNCIA NAS RELAÇÕES DE NAMORO: INTERVENÇÃO COM JOVENS EM CONTEXTO ESCOLAR

Sem comentários:

Publicar um comentário

Recriação histórica de Jogos Olímpicos e Olimpíadas 776 a.c.

O Projeto “Movimento Olímpico” realiza-se em estreita colaboração do Agrupamento de Escolas Rio Novo do Príncipe, Cacia – AVEIRO com o Com...